Museu Escoteiro.


A idéia do Museu Escoteiro surge com a vontade de divulgar o movimento escoteiro, tornando-o mais conhecido e próximo da população.

Acredito que o movimento escoteiro pode ser um alicerce importante para a construção de uma sociedade mais justa, mais digna e mais humana.

Alguns pontos básicos do projeto "Museu Escoteiro":

- Itinerância. O Museu deve ter estrutura auto-suficiente e prática para que possa viajar pelo Brasil e estar o mais próximo de todos os escoteiros do país. Verificar possibilidades de parcerias para transporte e locais de exposição.

- Manutenção do arquivo como "propriedade privada". O acervo do museu deverá permanecer como propriedade de seus donos de direito; o museu - ou a entidade que o promova - não será proprietário do acervo, apenas cuidará do mesmo, preservando-o e realizando as atividades do museu, ou seja, o museu possuirá o direito de uso e não o direito de propriedade.

- Legalidade. Para a existência do museu devemos criar uma "OSCIP" ou similar, ou, ainda, associar-se a uma que permita realizarmos nossas atividades, amparados por lei, de tal forma que também possamos celebrar convênios e parcerias.

- Dinamismo. O museu não poderá apenas ser um espaço de exposição. Atividades deverão acontecer sempre que possível. A idéia é que se celebrem, com os visitantes, atividades ao estilo de reuniões escoteiras, tendo como tema a ecologia e a cidadania. As patrulhas dessas atividades deverão, sempre que possível, serem coordenadas por um monitor e um sub-monitor escoteiro.


OBJETIVOS GERAIS:
- Promoção da cultura, defesa e conservação do patrimônio histórico.
- Defesa, preservação, conservação do meio ambiente e promoção do desenvolvimento sustentável.
-
Promoção do voluntariado.
-
Promoção da ética, da paz, da cidadania, dos direitos humanos, da democracia e de outros valores universais.